A emoção da luta ao vivo

Não é a primeira vez que eu relato a minha admiração pelo MMA, avalidando essa modalidade não apenas como um esporte, mas também como um negócio. Neste sábado, dia 10, tive a oportunidade de assistir ao vivo uma competição de MMA. Abaixo segue na íntegra release oficial de imprensa de minha autoria.

Antes disso, uma avaliação pessoal e exclusiva para o blog Surfista Paulistano, que não consta no texto abaixo: a concentração desses atletas. Tive a oportunidade de caminhar pelos corredores estreitos e subterrâneos do ginásio Mauro Pinheiro, no Ibirapuera, com o objetivo de entrevistar alguns lutadores pós-combate. Foi surpreendente, porque não só pude ver atletas campeões urrando de dor pós-vitória, como puder ver também o nível de concentração, pressão e ansiedade que esses caras têm que controlar segundos antes de subir no ringue. O clima é tão contagiante que você tem a impressão de que é você que vai subir para lutar. Confiram os relatos do release oficial do evento:

A disputa pelo cinturão da categoria até 61 kg no Jungle Fight 32, maior circuito de MMA da América Latina, levou o público ao delírio no ginásio Mauro Pinheiro, no complexo esportivo do Ibirapuera, em São Paulo. O embate emocionante entre os lutadores Iliarde Santos (Ulisses Pereira Team) e John Lineker (Emporium Team), na foto acima, durou até o round final e foi vencido por pontos por Lineker. “Foi uma honra muito grande lutar pelo cinturão com o Iliarde. Não tenho palavras para expressar o que estou sentindo”, declara o campeão John Lineker, muito emocionado. “Esse é o maior espetáculo de MMA da América Latina. Nosso objetivo é fazer um evento de luta profissional de alto nível. Somos exportadores dos melhores atletas de MMA do país”, afirma Wallid Ismail, presidente do Jungle Fight.

Entre finalizações e nocautes, cada uma das sete lutas da noite, levantaram o ginásio lotado. A primeira luta do dia terminou quando Alessandro Benacci finalizou Thiago Capataz. Na sequencia, Douglas Silva (Xgym Team) levou a melhor contra João Paulo de Carvalho (Chute Boxe Baúru), categoria 84 kg. Entre os lutadores até 93 kg o campeão foi Bruno Capelosa (Gracie Fusion/Veras TK), que castigou seu oponente Dirley “Mão de Pedra” (Mão de Pedra), levando o atleta a desistir de continuar na luta. Wendel Negão (Gracie Fusion/Mangueira) nocauteou Thiago Passos (Bolado Team) na divisão até 77 kg.

Na segunda luta da categoria até 77 kg, Charles Michael (Miguel Repanas Team) levou Paulo Henrique “PH” (Machida Team) à lona em apenas sete segundos. O penúltimo combate do dia – categoria até 70 kg – foi vencido por Neilson Araújo, que colocou o norte-americano Jeremy Franklin Umphries para dormir.

Sobre João Carlos Godoy

Jornalista, surfista, amante, fanático por surf e pelo mar. Formado no curso de MBA de Gestão no Esporte da Universidade Anhembi Morumbi e assessor de imprensa na área de negócios e esporte. E-mail para contato: jc.surfistapaulistano@gmail.com
Esse post foi publicado em Esporte, MMA. Bookmark o link permanente.

5 respostas para A emoção da luta ao vivo

  1. Epaminondas Diana disse:

    Mas e ai, que porra acontceu com mano que tava urrando? Quero sangue!!!!

  2. Pingback: A emoção da luta ao vivo | Notícias / ZiiPe

  3. Pingback: Lutadores na Cidade de Deus | SurfistaPaulistano

  4. Pingback: MMA é sucesso na Cidade de Deus | SurfistaPaulistano

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s