Metas para uma vida no mar

Não lembro se já relatei isso aqui no Surfista Paulistano. Caso sim, perdão aos que estão lendo essa confissão pela segunda ou mais vezes.

Comecei a surfar há pouco menos de 1 ano por recomendação médica. Sinceramente não lembro de já ter recebido um remédio capaz de mudar toda a minha vida para a melhor. No surf encontrei novos amigos, venci medos, passei a cuidar mais da minha saúde, do meu corpo. Tudo com apenas um objetivo: a busca pela onda perfeita, que mostre a minha verdade.

Desde que ingressei nos drops, vibrei diversas vezes por minhas conquistas no mar, lamentei pelos caldos e amareladas que já dei, me emocionei pelas vezes que vi meu moleque pegar gosto pelo surf, graças ao meu ingresso no esporte. Fora tudo isso, tracei algumas metas, que a cada dia, a cada nova descoberta aumentam item a item. Só espero viver o suficiente para cumprí-las.

Não necessariamente nesta ordem meus objetivos no surf são: pegar um tubo (longe disso), morar na praia (infelizmente longe), surfar em uma Pororoca (estou longe disso), trabalhar o surf como uma plataforma de comunicação (em andamento) e ver meu filho pegar onda (em ótimo andamento).

Nesta semana inclui mais um objetivo. Jamais terei a pretenção de querer participar do Quiksilver In Memory of Eddie Aikau, mas se puder um dia apenas registrar essas imagens dentro do círculo formado no mar no ritual que dá início a disputa terei cumprido o meu objetivo (ex: foto acima).

Em 2011, a cerimônia de abertura do Quiksilver In Memory of Eddie Aikau (no vídeo abaixo) aconteceu na última quinta-feira, dia 1º, na Baía de Waimea, North Shore de Oahu, Hawaii. Trata-se de um tributo a Eddie Aikau, salva-vidas havaiano que surfou ondas enormes em Waimea no final dos anos 60 e início dos 70 e que  desapareceu no mar em 1978.

A competição aconteceu oito vezes em 27 anos, pois seus organizadores determinaram que ela precisa de ondas com no mínimo sete metros para acontecer. A janela de espera vai até o dia 29 de fevereiro de 2012.

Entre os convidados da disputa estão nomes como Bruce Irons, Clyde Aikau, Jamie O’Brien, Kelly Slater, Shane Dorian, Sunny Garcia, Carlos Burle (Brasil), Jeremy Flores, entre outros.

Anúncios

Sobre João Carlos Godoy

Jornalista, surfista, amante, fanático por surf e pelo mar. Formado no curso de MBA de Gestão no Esporte da Universidade Anhembi Morumbi e assessor de imprensa na área de negócios e esporte. E-mail para contato: jc.surfistapaulistano@gmail.com
Esse post foi publicado em Aloha, Diário de um surfista, Esporte, Esportes radicais, Eventos, Surf. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Metas para uma vida no mar

  1. Pingback: Elite do surf de ondas grandes | SurfistaPaulistano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s