Surfista australiano “mineiro”

Eu gosto da expressão de que mineiro come quieto. Aliás, acho bacana essa estratégia na vida. Nunca vi alguém comer quieto, pelas beiradas e se dar mal em algo. Seja dentro ou fora do surf, a estratégia low profile sempre ajuda na concentração, a pressão é menor e o resultado pode ser o caneco de campeão nas mãos. Pelo menos foi essa a estratégia que na minha opinião foi utilizada por Mick Fanning (na foto acima), bicampeão mundial do circuito profissional de surf, e atual campeão do Billabong Pro Tahiti, evento encerrado nesta segunda-feira 27 nas temidas bancadas de Teahupoo.

Foi com esse perfil “mineiro come quieto” que Fanning surfou pelas beiradas dos holofotes que focavam entre os favoritos da prova e venceu a quinta etapa do circuito mundial (no vídeo acima). A partir de Teahupoo, o WT de surf entra em sua reta final com outras cinco etapas: Trestles (Califórnia – EUA), South West Coast (França), Peniche (Portugal), Santa Cruz (Califórnia – EUA) e Banzai Pipeline (Oahu – Havaí). Quem será o campeão? Muitos nomes ainda estão em jogo (veja o ranking aqui) e a resposta para essa pergunta dependerá de muita concentração, foco e cabeça fria. Vamos ficar na torcida dos nossos brazucas, é claro.

E por falar em brazucas, vale frisar que não foi só Mick Fanning que levou suas homenagens. Entre os brasileiros, quem realmente conquistou um belo destaque foi o catarinense Ricardo dos Santos, que além de vencer a triagem pelo segundo ano consecutivo e fazer uma brilhante campanha no evento, teve suas performances reconhecidas pela direção de prova e recebeu um prêmio em memória ao havaiano Andy Irons (no vídeo abaixo). Santos caiu diante do campeão Fanning, mas eliminou nomes como Jordy Smith, Kelly Slater e Taj Burrow.

 

Sobre João Carlos Godoy

Jornalista, surfista, amante, fanático por surf e pelo mar. Formado no curso de MBA de Gestão no Esporte da Universidade Anhembi Morumbi e assessor de imprensa na área de negócios e esporte. E-mail para contato: jc.surfistapaulistano@gmail.com
Esse post foi publicado em Aloha, Esporte, Esportes radicais, Eventos, Surf, WT. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Surfista australiano “mineiro”

  1. Pingback: Elite do surf brazuca retrô 2012 | SurfistaPaulistano

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s