Surpresas boas e ruins em Bells

matt wilkinson

Matt Wilkinson. Foto: WSL / Ed Sloane

O Rip Curl Pro Bells Beach, segunda etapa do circuito mundial de surf profissional, foi marcado por surpresas boas e ruins. Vamos às boas noticias.

Para os amantes da boa performance, a segunda vitória consecutiva do australiano Matt Wilkinson neste ano é sem dúvida um exemplo de que nem sempre um atleta mediano estará por baixo. Wilkinson até então era visto como um surfista sem expressão, que quase sempre faz sua mala entre o round 3 e 5. No vídeo abaixo é possível mostrar que Wilkinson cansou dessa postura. Entrou em 2016 para vencer, pelo menos até o momento. Os dois resultados no lugar mais alto do podium deu ao australiano a primeira colocação isolada do ranking mundial com 20 mil pontos.

Mais boas notícias foram as ótimas performances dos brasileiros Ítalo Ferreira, Wiggolly Dantas e Caio Ibelli. Ítalo chegou com vitória até a semifinal da competição após derrotar o norte-americano Nat Young (vídeo abaixo). O capixaba perdeu na semifinal para o campeão da prova Matt Wilkinson. Ítalo ocupa a 5ª posição do ranking mundial.

Outro agradável resultado verde amarelo foi do local de Ubatuba Wiggolly Dantas, que chegou até as quartas de final, também derrotado por Mat Wilkinson. Chumbo trocado porque no round 4, Dantas mandou Wilkinson para a repescagem junto com o havaiano Mason Ho (vídeo abaixo). Com o resultado o paulista subiu três posições no ranking e ocupa agora o 10º lugar entre os melhores do mundo.

O estreante brasileiro do ano, Caio Ibelli também foi muito bem. Só não chegou mais longe porque sofreu duas derrotas seguidas. Uma no round 4 e outra na repescagem. Antes disso Ibelli manteve um surf de veterano e fez a alegria da torcida brasileira como mostra o vídeo abaixo.

Infelizmente para a torcida brasileira as notícias ruins dessa etapa foram as eliminações dos dois últimos campeões mundiais: Adriano de Souza, o Mineiro, e Gabriel Medina. Ambos deram um adeus precoce à competição, no round 3. Mineiro perdeu para o havaiano Mason Ho, que encontrou boas ondas em um mar com desafiador do ponto de vista de formação e consistência. Sem desmerecer  a performance de Ho, a sorte falou mais alto. Mineiro caiu cinco posições no ranking e está agora em 10º. A próxima etapa do circuito, o Drug Aware Margaret River Pro, que começa em 8 de abril, é uma ótima oportunidade para Mineiro voltar a vencer, já que ele é o defensor do título de  2015 dessa prova.

A derrota de Gabriel Medina foi para um desconhecido australiano Davey Cathels. E no caso de Medina não podemos criticar as ondas, a falta de sorte ou a avaliação dos juízes. O local de Maresias surfou  mal mesmo. Perdeu sua prancha, não se encontrou na bateria e apostou  em manobras que só pioraram a sua situação. Enfim, a torcida brazuka ainda espera pelas performances de um Gabriel Medina que todos conhecemos. Medina está  na 22ª colocação no ranking.

Os demais surfistas brasileiros do tour também foram eliminados entre os rounds 2 e 3. São eles: Miguel Pupo (eliminado no round 3 está em 23º do ranking), Alex Ribeiro (perdeu no round 2 e ocupa a a 33ª colocação entre os surfistas da elite) e Jadson André (também eliminado na primeira repescagem da prova atualmente está em 23º).

courtney conlogue

Courtney Conlogue. Foto: WSL / Kelly Cestari

Feminino – o título de campeã em Bells Beach ficou com a norte-americana Courtney Conlogue (na foto acima), que derrotou a australiana bicampeã da prova Sally Fitzgibbons (vídeo abaixo).

Entre as surfistas mais talentosas do planeta, o ranking mundial está com Courtney Conlogue na primeira posição, seguida por Tyler Wright, Carissa Moore, Tatiana Weston-Webb, Johanne Defay e Stephanie Gilmore.

Aloha!!!

 

Sobre João Carlos Godoy

Jornalista, surfista, amante, fanático por surf e pelo mar. Formado no curso de MBA de Gestão no Esporte da Universidade Anhembi Morumbi e assessor de imprensa na área de negócios e esporte. E-mail para contato: jc.surfistapaulistano@gmail.com
Esse post foi publicado em Aloha. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s