Empresas que apoiam o surf nacional

pjr_cartaz_31x44-1O calendário do surf nacional ganha mais uma competição importante para a modalidade: O “Nossolar Construtora apresenta Backfish Pro Júnior” acontece nos dias 15 e 16 de outubro, na Praia do Guaraú, reserva ecológica em Peruíbe, litoral sul de São Paulo. A competição, oficializada pela Abrasp, definirá o campeão brasileiro pro júnior, reunindo atletas com até 20 anos de diversos estados do país.

“A Backfish e a Nossolar confirmam nesse campeonato a preocupação com o futuro do surf. Patrocinam atletas de ponta, competições e estão juntas viabilizando esse evento que promete alto nível técnico e ficará marcado na história”, vibra  Thiago Polegar, organizador da prova. 

Para o empresário Alex Barbalho, proprietário da Backfish, o patrocínio à competição evidencia a importância em investir no jovem, agregando valores como a preservação à natureza. “Mostramos o conceito que o esporte é o melhor caminho. Juntamos juventude e ressaltamos a defesa do meio-ambiente. Como o slongan do campeonato diz, a Tempestade Continua e queremos ajudar a formar novos valores”, afirma. “Espero que seja um evento marcante, que surjam cada vez mais talentos para o surf brasileiro e que essa tempestade de talentos se solidifique no cenário mundial. A partir desse evento, a ideia é dar continuidade à novos campeonatos e manter esse em Peruíbe. O esporte precisa ser apoiado”, acrescenta.

Ele destaca que a marca está há quase dois anos no mercado e bem posicionada, investindo firme em atletas e eventos. “Fomos parceiros do QS 10000 em Maresias ano passado, apoiamos vários eventos, e na nossa equipe temos um investimento sólido em atletas, como o Hizunomê Bettero e o Willian Cardoso, o Panda, que disputam o mundial [divisão de acesso]”, conta.

“O mercado exige esse posicionamento das grandes marcas. Investir no surf é primordial para agregar valor ao seu produto, à sua capacidade de negociação e produção. Estar próximo dos surfistas gera um conceito muito bom. Estamos sentindo esse retorno no dia-a-dia, a cada ponto de venda que abrimos, cada lojista que visitamos. Estamos atuando no surf brasileiro e esperamos, nos próximos anos, atuar no surf mundial”, complementa.

Apesar de ser do ramo imobiliário, Rodrigo Pacheco, proprietário da Nossolar, é hoje um dos maiores patrocinadores no surf brasileiro. Na equipe de atletas da empresa estão o atual campeão mundial, Adriano de Souza, e os integrantes do CT, Miguel Pupo, Alejo Muniz, Wiggolly Dantas e Alex Ribeiro, ou seja, metade dos brasileiros na elite mundial, têm o seu logo nas pranchas.

Além disso, a Nossolar patrocina Jessé Mendes, um dos destaques no QS desse ano, Deivid Silva, também próximo da classificação ao CT em 2017, Flávio Nakagima, Victor Bernardo, Weslley Dantas, campeão mundial júnior, e os amadores Eduardo Motta, Gustavo Giovanardi. A lista é complementada ainda com Davizinho Radical e a promessa havaiana Kielan Jardini. “Time grande”, brinca o empresário. 

Segundo ele, a grande adesão de atletas é para compensar uma lacuna em sua juventude e também funciona como uma eficiente ferramenta social. “Eu apoio o surf porque realmente sou apaixonado pelo esporte desde muito novo. Fui atleta amador e vivi isso por alguns anos e sei como é difícil não ter um apoio, não ter como participar de competições por falta de dinheiro. Passei por isso e tive de parar com apenas 15 anos, porque minha família não tinha como custear as minhas despesas”, lembra.

“Por isso, hoje me sinto na obrigação de apoiar e fazer o que posso, pois sei o quanto é importante para esses jovens a oportunidade de ter uma vida melhor através do esporte”, fala. “Nós da Nossolar acreditamos muito que o esporte, de uma forma geral, é o melhor ou um dos melhores caminhos para o jovem se tornar uma pessoa do bem, um cidadão honesto, um exemplo de vida para outras gerações”, argumenta.

Junto com os atletas, Rodrigo faz questão de incentivar eventos. Ano passado promoveu uma etapa do Brasileiro Profissional, em Praia Grande, e também foi patrocinador do QS em Maresias. “Esperamos que esse evento de Peruíbe venha a somar de uma forma positiva ao surf. O lugar é mágico, as ondas excelentes e a organização está muito empenhada”, diz.

“Acreditamos no esporte como uma ferramenta essencial para um futuro mais digno. Precisamos mostrar aos empresários que se cada um fizer um pouquinho que for para ajudar essa molecada, com certeza, teremos um futuro melhor garantido”, acrescenta Rodrigo Pacheco.

No total, a competição distribuirá R$ 15 mil de premiação, com R$ 4 mil ao vencedor, além de uma moto zero km, pranchas, skates e troféus. Mais detalhes no site oficial do evento. 

O Nossolar Construtora apresenta Backfish Pro Júnior 2016 tem os copatrocínios de Bocão Surf Shop, Tenan Surfboards, Contur, Auto Posto 7 Passos, Mac One, Ede Terraplanagem, Bros Burguer, Flutuar, Pro Foam Blocos EPS e DM Madeiras. Apoios de Sabesp e Prefeitura Municipal de Peruíbe. Divulgação da FMA Notícias e Brasil.is Comunicação Criativa, com supervisão da Abrasp e Federação Paulista de Surf.

Sobre João Carlos Godoy

Jornalista, surfista, amante, fanático por surf e pelo mar. Formado no curso de MBA de Gestão no Esporte da Universidade Anhembi Morumbi e assessor de imprensa na área de negócios e esporte. E-mail para contato: jc.surfistapaulistano@gmail.com
Esse post foi publicado em Aloha. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s