Pequeno Gabriel Medina em Maresias

Gabriel Medina é um garoto de 13 que nasceu na Bahia. Oi? Sim esse é o nome e a idade de um dos competidores que vão disputar a abertura do Circuito Medina de Surf 2018, apresentado por Armarinhos Fernando, que acontece nesse final de semana, dias 16 e 17, na Praia de Maresias, em São Sebastião (SP). O xará do campeão mundial vai competir na categoria sub13.

O mais curioso nessa coincidência de mesmo nome é que trata-se de uma mera coincidência mesmo. Quando o pequeno Medina da Bahia foi batizado, em 2005, o campeão mundial Gabriel Medina nem era conhecido, tinha apenas 13 anos de idade. Continue lendo “Pequeno Gabriel Medina em Maresias”

Estreias de abril no OFF

Nesta semana, o badalado Canal OFF traz estreias de programas de surf que prometem animar a semana da galera, principalmente para quem mora em Sampa, como eu (rsrsrs). Confira a galeria de fotos acima de cada um dos conteúdo citados.

Só nesta segunda-feira, dia 16/04, você confere a estreia dos programas abaixo:

– 6ª temporada de “Mundo Medina”, mostrando o cotidiano e os treinos de Gabriel Medina para campeonatos nacionais e internacionais – 21h; Continue lendo “Estreias de abril no OFF”

XYZ Live une Sorriso ao Instituto Gabriel Medina

Air Medina_Sorriso.jpg

A XYZ Live, agência de marketing de entretenimento e ativação, é a responsável pelo patrocínio fechado entre a marca Sorriso, da Colgate-Palmolive, com o Instituto Gabriel Medina, projeto de formação de jovens atletas do surf. Para celebrar essa parceria, a XYZ Live preparou para a Sorriso uma ativação direta com o público, o Air Medina. Trata-se de uma estrutura de mais de sete metros de altura onde os banhistas de Maresias puderam simular o aéreo, a manobra mais famosa do surf no momento. O projeto acontece gratuitamente em frente ao próprio Instituto Gabriel Medina, na praia de Maresias, nos dias 25 e 26 de janeiro de 2018.

A ação idealizada pela XYZ Live foi integrada ao projeto Verão com Sorriso, das agências Red Fuse e Burson-Marsteller Brasil, que teve início no final de 2017, onde a marca promoveu momentos de descontração e refrescância para um time de influenciadores, entre eles Rafael Vitti e Vitor Liberato, presentes também em Maresias.

O acordo de patrocínio anual entre a marca de saúde bucal e o Instituto Gabriel Medina prevê ainda a aplicação da marca Sorriso na piscina de treinamento, na área dos chuveiros, nas mini pranchas dos alunos e no material de comunicação por todo o ambiente do Instituto.

Sorriso_Instituto Gabriel Medina

Retrospectiva Surf – Notas 10 WCT 2017

Aloha galera, a paz!!! Blz?

Todos os anos eu faço uma retrospectiva mostrando a performance de atletas brasileiros em disputas internacionais e tal. Esse ano decidi fazer algo diferente, algo que, literalmente, remetesse à nota 10!!! Daí pensei em montar o vídeo acima com todas as notas 10 registradas nas etapas do WCT em 2017.

Foi um prazer trabalhar nessa ideia porque tive que revisitar todas as disputas do WCT nesse ano, re-assistir algumas baterias, rever momentos irados e, a conclusão principal: somos os melhores do mundo!!! Não estou falando de título, isso é detalhe. Os números, esses sim não mentem. Vamos a eles.

Como todos sabem, o Campeonato Mundial de Surf Profissional, organizado pela World Surf League, é composto de 11 etapas. Do total, apenas cinco disputas registraram as 12 notas 10 conquistadas ao longo do ano. Houve sim, uma chuva de notas 9, notas 8 e uns quebrados, mas as tão sonhadas notas 10 foram poucas. De todas as notas máximas anunciadas, o Brasil saiu na frente. Nossos brazukas conquistaram cinco notas 10, sendo que três foram de autoria de Filipinho Toledo (uma em Bells Beach e duas em Jeffreys Bay), seguido por Ítalo Ferreira (um 10 na Gold Coast) e Gabriel Medina (um 10 em Fiji).

Aliás, Jeffreys Bay foi uma chuva de 10. Das 12 notas 10 em 2017, sete foram em J-Bay. Como já disse acima Filipinho Toledo conquistou duas notas máximas em J-Bay e a vitória da etapa, contando os dois aéreos alley-oops na mesma onda, rsrsrsrs. O sul-africano Jordy Smith foi dono de três notas 10 no mesmo evento e foi também nessa etapa o único no ano a conquistar 20 pontos, na mesma bateria: ou seja, 20 pontos, de 20 possíveis: o heat perfeito.

Além do Brasil e da África do Sul, a lista de notas 10 no WCT 2017 ficaram com os havaianos Ezequiel Lau (um 10 na Gold Coast), Sebastian Zietz (um 10 em Margaret River); o português Frederico Morais (um 10 em J-Bay); e o australiano Julian Wilson (um 10 em J-Bay).

Espero que se divirtam com as ondas perfeitas surfadas em 2017 editadas no vídeo acima e que em 2018 possamos comemorar muitos 10, de preferência, verdes e amarelos. Feliz 2018 queridos leitores. Que Deus abençoe a todos no próximo ano com saúde, sabedoria e paz e, claro, altas ondas. Aloha!!!

Quem entra e sai da elite do surf em 2018

john john_WSL_TONY HEFF
John John Florence (bi-campeão mundial de surf profissional). Foto: WSL/Tony Heff.

Aloha galera!!! Após o término do Billabong Pipe Master, última etapa do circuito mundial de surf profissional, que acabou nesta segunda 18 com a vitória do francês Jeremy Flores, e após a conquista do título de bicampeão mundial de surf profissional para o havaiano John John Florence (título mais que merecido), agora podemos divulgar sem medo de errar quem serão os 34 atletas que vão compôr o tour em 2018.

Os 22 primeiros classificados pelo ranking principal para 2018 são: John John Florence, Gabriel Medina, Julian Wilson, Jordy Smith, Matt Wilkinson, Owen Wright, Kolohe Andino, Adriano de Souza, Joel Parkinson, Filipe Toledo, Sebastian Zietz, Mick Fanning, Connor O’Leary, Frederico Morais, Jeremy Flores, Adrian Buchan, Kanoa Igarashi, Caio Ibelli, Michel Bourez, Conner Coffin, Joan Duru e Ítalo Ferreira.

jesse_WSL_STEVE ROBERTSON
Jesse Mendes. Foto: WSL/Steve Robertson

Os classificados pelo circuito de acesso (WQS) para a elite são Griffin Colapinto, Jesse Mendes (Brasil), Wade Carmichael, Tomas Hermes (Brasil) , Yago Dora (Brasil), Willian Cardoso (Brasil), Keanu Asing, Ezekiel Lau, Michael Rodrigues (Brasil) e Patrick Gudauskas.

Um fato muito importante para ser considerado, que vai contra a teoria da conspiração da turma do “mi, mi, mi” é que em 2018 o Brasil terá o maior time de surfistas no tour entre as nações que vão disputar o caneco principal. Serão onze brasileiros correndo pelo título no próximo ano contra oito australianos, seis norte-americanos, quatro havaianos, dois franceses, um sul-africano, um português e um tahitiano. Ou seja, sem sombra de dúvidas, o Brasil vive a sua melhor fase no surf competição internacional e o fato de não levar o título não significa que os brasileiros estão sofrendo perseguição. Em um passado muito recente (2014 e 2015) a bandeira verde e amarela flamulou no lugar mais alto do mundo do surf. O brasileiro precisa sim aprender a perder e dar o mérito para o atual bi-campeão mundial, John John Florence, que ao lado do brasileiro Gabriel Medina é, sem dúvida, o melhor surfista do mundo na atualidade.

Pela regra da Liga Mundial de Surf (WSL), dois atletas completam as duas últimas vagas do ranking (vagas 33 e 34), os chamados wildcards, considerando atletas lesionados ou convidados pela liga. A primeira vaga da lista será ocupada pelo 11 vezes campeão mundial Kelly Slater, que sofreu um grave lesão no meio do circuito em 2017. A última vaga está confirmada para o brasileiro Ian Gouveia, filho do mito Fábio Gouveia. Ian encerrou a temporada na primeira vaga (23º) após o corte de classificação. Para se manter na elite o jovem atleta precisava vencer em Pipeline. Considerando que a etapa do Hawaii foi a estreia de Ian nessa prova, o pernambucano ficou com a terceira posição, o que certamente chamou a atenção dos tomadores de decisão do circuito.

ian_WSL_STEVE SHERMAN
Ian Gouveia. Foto: WSL

Além disso, os também brasileiros Miguel Pupo e Wiggolly Dantas foram anunciados pela WSL como terceiro e quatro alternates, respectivamente. Uma espécia de lista de espera do tour.

jadson_WSL_TONY HEFF
Jadson André. Foto: WSL/Tony Heff

Infelizmente o time brasileiro sofreou baixas relevantes no time para 2018. Os atletas que deixam a elite no próximo ano são: Jadson André (Brasil), Wiggolly Dantas (Brasil), Bede Durbidge, Ethan Ewing, Leonardo Fioravanti, Josh Kerr (aposentado), Jack Freestone, Stu Kennedy, Miguel Pupo (Brasil) e Nat Young.

 

Medina de prancha nova, diz Cabianca

Pelos corredores da The Board Trader Show, no estande da Pró-Ilha, Johhny Cabianca, shaper de Gabriel Medina, concedeu a entrevista acima para o Surfista Paulistano.  Em um bate papo descontraído, Cabianca adiantou que para a próxima etapa do circuito mundial, na França (janela de espera a partir do dia 07/10), Medina vai cair na água de prancha nova. Trata-se do modelo batizado de “Bandida”, mesmo equipamento que deu a vitória para Gabriel em competição na piscina de ondas artificiais de Kelly Slater, evento que rolou recentemente nos EUA.

Além dessa novidade, Johnny Cabianca falou sobre a estratégia geral de pranchas para Gabriel Medina em 2017; pranchas para próximas etapas ainda esse ano; evolução das pranchas acompanhando o atleta; e previsão para 2018. Confira o vídeo com edição e reportagem de João Carlos Godoy e imagens do videomaker e surfista Newton Santos. Aloha!!!

Futuras estrelas do surf!!!

Afirmo sem o menor receio de ser chamado de “Medinete” que sou fã não só do Gabriel Medina, mas como sou também 100% fã do projeto Instituto Gabriel Medina, do Circuito Medina/ASM de Surf, e qualquer outra ação que seja fruto do talento do nosso garoto prodígio de Maresias (SP). Confesso que sou um fã meio revoltado às vezes, que puxa a orelha do Gabriel nos textos, principalmente quando ele perde, kkkkk. Mas agora não é o momento.

Quero aproveitar essa oportunidade para dar voz à 2ª etapa do Circuito Medina/ASM de Surf 2017, apresentado por Armarinhos Fernando, etapa realizada nos dias 1º e 2 de julho, em frente ao Instituto Gabriel Medina, na Praia de Maresias, em São Sebastião. Os surfistas enfrentaram condições desafiadoras, em ondas de seis pés (2 metros).

As imagens e edição do vídeo acima são de Rodrigo Cruz, da Olho Azul Filmes.

Aloha!!!

 

Medina e Wiggoly afiados!!!

Antes de embarcar para a África do Sul, Gabriel Medina recebeu seu amigo Wiggolly Dantas, ambos da elite do surf mundial, para uma sessão especial de treinos nas ondas de Maresias (SP).

Os dois mostraram que estão afiados para o Corona Open J-Bay, a sexta etapa do World Champioship Tour, da World Surf League (WSL), disputada nas clássicas direitas de Jeffreys Bay, na África do Sul. A janela de espera do evento em J-Bay começa nesta quarta-feira, dia 12, mas o evento começou com um Day-off.

A próxima chamada acontece às 02h na madrugada de quarta para quinta!!!

Imagens e edição: Aleko Stergiou.

Réplica da prancha do Medina fazendo o bem!!!

moldura-7-fotos-medina-x-joao
Gabriel Medina com João Marcelo

Aloha amigos!!!

Não estranhem o título desse post. Não que outras réplicas ou pranchas do nosso campeão mundial de surf de 2014 tenham feito mal. Claro que não. Réplica ou não, todas as pranchas utilizadas por Gabriel Medina até hoje sempre fizeram muito bem ao atleta e à nós, torcedores. Mas esse post é especificamente sobre uma réplica da prancha do nosso astro das ondas. E mais: ela pode ser sua.

Já pensou começar o ano com uma prancha igual do Gabriel Medina, produzida pelo próprio Johnny Cabianca (shaper do Medina)? E ainda autografada pelo garoto prodígio de Maresias?

Sim, isso é possível e como o ano no Brasil começa só após do Carnaval essa prancha será sorteada na próxima Loteria Federal de Carnaval no dia 1º de março. Para participar você precisa acessar o blog http://jmpassoapasso.blogspot.com.br/.

As medinas da prancha estão na galeria abaixo!!!

A campanha é fruto de uma Ação Entre Amigos promovida pela família do pequeno João Marcelo, de 7 anos. Uma criança adorável que eu tive o prazer de conhecer no final de 2016. O João tem um atraso motor devido a complicações no parto, porém, como qualquer portador de paralisia cerebral ele tem a cabeça e o raciocínio normais. Ele é super inteligente, inclusive estuda em uma escola comum , com a ajuda de uma tutora, porém, como qualquer outra criança ele faz as lições, provas e trabalhos.

jm-passo-a-passo
Tia de João Marcelo, João Marcelo e Johnny Cabianca (shaper do Gabriel)

O objetivo de vida do pequeno João é andar e além de tratamentos como fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, etc, a família descobriu no ano passado um tratamento que se chama Therasuit. Resumindo trata-se de uma terapia que tem como base uma veste criada por pesquisadores russos com intuito de contrapor os efeitos negativos vividos pelos astronautas (atrofia muscular, osteoporose) devidos à falta de ação da gravidade em suas longas viagens pelo espaço. É constatado que pessoas com desordem neuromuscular precisam de repetições intensas de exercícios para aprender e adquirir uma nova habilidade motora. O progresso das evidências científicas associado à melhora significativa dos pacientes com distúrbios neurológicos que optaram por este tratamento faz desta técnica a primeira escolha entre os pacientes norte-americanos.

Mas, como tudo no Brasil em relação a saúde não é barato, um mês desse tratamento custa R$ 20.000,00. A família não polpou esforços e conseguiu por meio de diversas campanhas, vendas de produtos e doações, arrecadar o valor e até um pouco mais do esperado.

Agora, em busca de uma segunda série de mais 30 dias de tratamento a família do João Marcelo recebeu de um tio do garoto essa réplica da prancha de Gabriel Medina. O board foi produzido e assinado por Johnny Cabianca e autografada pelo próprio Medina.

Você não pode ficar fora dessa, né?

Para conhecer mais sobre a trajetória de pequeno guerreiro acesse https://www.facebook.com/jmpassoapasso/ !!!

Aloha!!!

Blog no WordPress.com.

Acima ↑